Na sessão solene em alusão ao Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, realizada nesta quinta-feira, 4, na Assembleia Legislativa do Acre, em Rio Branco, o secretário de Estado de Governo, Alysson Bestene, reconheceu a legitimidade das demandas apresentadas pelas mães de crianças autistas e reafirmou o compromisso da gestão estadual em melhorar a rede de apoio e atendimento avançando nas pautas apresentadas.

Encontro foi realizado nesta quinta-feira. Foto: Anderson Oliveira/Secom

“É princípio da gente melhorar cada vez mais os atendimentos às necessidades relacionadas com o transtorno do espectro autista. O governo do Estado, na pessoa do governador Gladson Cameli, nunca se furtou ao diálogo, sempre se empenhando em ouvir a todas as instituições”, frisou.

Em seguida, o secretário se comprometeu em mediar uma audiência com as entidades que representam as famílias, por meio da Associação Família Azul, com as secretarias de Estado de Saúde e Educação, objetos das principais solicitações das mães presentes à sessão.

“O secretário Pedro [Pascoal, da Saúde] já comunicou que vamos ampliar o atendimento, fazendo um chamamento público para as empresas com multiprofissionais que têm condições de atender, com psicólogos e terapeutas, e estamos nos preparando para lançar esse edital e atender a essa tão nobre causa”, disse.

Secretário se comprometeu em mediar uma audiência com as entidades que representam as famílias, por meio da Associação Família Azul, com as secretarias de Estado de Saúde e Educação. Foto: Anderson Oliveira/Secom

Em relação à Educação, Alysson Bestene informou que já encaminhou ao secretário Aberson Carvalho, por meio de ofício, solicitação de mediadores nas escolas da rede estadual e profissional, como profissional de psicologia na Escola Dom Bosco.

Antes de concluir, o secretário de governo enalteceu a iniciativa da mesa diretora da Aleac, por meio do presidente da casa, deputado Luiz Gonzaga, em realizar a audiência em parceria com o Ministério Público do Acre (MPAC) e as entidades da sociedade civil.

“É importante, presidente, a sua sensibilidade em ouvi-los, porque é isso que a Casa do Povo faz: ouvir o povo, ouvir as pessoas e nós, como governo do Estado do Acre, também sempre prezamos por isso. Um governo que cuida das pessoas jamais vai se furtar em buscar melhorias para a sociedade de modo geral e, em especial, para essa grande causa em que eu também, como profissional de saúde, reconheço, que a gente precisa avançar”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *